Loading...

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

CEBs de Jaicós - Piaui













A Paróquia Nossa Senhora das Mercês, Jaicós-PI e Massapê do Piauí-PI, realizou neste sábado dia 01 de setembro de 2012, no Patronato-Jaicós-PI, a Assembleia Paroquial de CEB´s e Catequese, contando com a presença de pessoas de várias comunidades e pastorais.


A Assembleia deu início às 7:30h  com o café comunitário, em seguida a Oração de Abertura e acolhida a todos os participantes; na oração recordamos a realidade, dentro e fora da Igreja, que está próxima de todos nós, encontrada na Peregrinação nos bairros de nossa cidade, à Luz do Evangelho do dia: Mateus 25, 14-30.


ASSEMBLEIA PAROQUIAL DE CEBs e CATEQUESE


PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS MERCÊS JAICÓS PI


DIOCESE DE PICOS RE NE IV PI

Apresentação: Aurenir Paiva (Paróquia Nossa Senhora das Mercês)

Simbologia:




TEMA: JUSTIÇA E PROFECIA A SERVIÇO DA VIDA NO NORDESTE


“ IGREJA, COMUNIDADE DE COMUNIDADES. EXPERIÊNCIAS E AVANÇOS”

-O QUE É MESMO UMA COMUNIDADE DE BASE?

COMO SE DEFINE? COMO ELA SE APRESENTA NA REALIDADE?

}  CEBs não são “pastorais” e muito menos “movimento”. São comunidades de base eclesial e não uma comunidade de base qualquer, como um grupo de vizinhança, de amigos de trabalho etc.

}  As CEBs são, fundamentalmente, “ estrutura de Igreja”, uma forma de organizar a Igreja. São “eclesíolas”, micro-igrejas, são “células eclesiais”: igrejas celulares, igrejas “em um ponto pequeno”, igrejas “de base”

}  “Cs” das CEBs  CARACTERÍSTICAS

  1-Círculos Bíblicos, ou Grupos de Reflexão Bíblica (“olho na Palavra e olho na Vida”)

}  2-Celebração Semanal,por falta de sacerdotes, dirigida por uma equipe de liturgia( Consta, geralmente, de celebração da Palavra e distribuição da Eucaristia). O povo das CEBs mostra-se altamente criativo.

}  3-Conselho Pastoral Comunitário são homens e mulheres que, geralmente de forma colegiada, assumem a animação e a condução de toda a comunidade.( Os assuntos são apresentados à comunidade e discutidos por todos até se chegar a um consenso.

}  4-Compromisso Sócio-transformador. Os membros das CEBs fundam círculos bíblicos, implantam novas comunidades eclesiais, criam grupos de oração-reflexão-ação, fazem missões populares, organizam encontros de aprofundamento da fé confrontada com os desafios da sociedade.

BASTA TER OS 4 “Cs” para ser CEBs? NÃO!

}  Estes são os elementos estruturais. Falta a dimensão carismática, que dinamiza a estrutura da instituição; aquilo que perpassa transversalmente todos esses elementos: a mística libertadora, centrada na causa do Reino de Deus, na opção pelos pobres e na sua dimensão profética.

CEBs- CAMINHO DE LIBERTAÇÃO

}  Nas CEBs estão presentes a visão de que a comunidade é o Povo-de-Deus a caminho. A teologia do Povo-de-Deus é um ganho do Vaticano II, e possibilita o surgimento de novos ministérios e serviços. A democracia no Brasil, a superação da injustiça e de todas as formas de exclusão passam pelas CEBs.

PERCURSO HISTÓRICO –CEBs

}  -A experiência de CEBs não surgiu de um planejamento prévio, mas de um impulso renovador, como sopro do Espírito, já presente na Igreja no Brasil. Esse impulso se manifesta de forma crescente nos anos 50 e 60 do século 20.

CEBs ESPAÇO DA CRÍTICA SOCIAL E CIRCULAÇÃO DE INFORMAÇÃO

}  ANOS 70 E 80 –EXPERIÊNCIA DOS INTERECLESIAIS patrimônio teológico pastoral da Igreja no Brasil. Desde a realização do primeiro, em 1975( Vitória-ES), reúnem-se diversas dioceses para troca de experiência e reflexão teológica e pastoral acerca da caminhada das CEBs.

}  Foram doze encontros nacionais, diversos encontros de preparação em várias instânias(paróquias, dioceses, regionais) e, desde o 8⁰ Intereclesial ocorrido em Santa Maria-RS(1992), são realizados seminários de preparação e aprofundamento dos temas ligados ao encontro.

CEBS DIACONIA E PROFECIA

}  A diaconia educa, cura as feridas, multiplica e distribui o pão e chama para a solidariedade e comunhão. A profecia anuncia o desígnio de Deus e denuncia os abusos, a mentira, a injustiça, a exploração e exige a conversão. Por isso sofre difamação, morte.

MANIFESTAÇÕES CULTURAIS –ESPIRITUALIDADE DAS CEBs

}  A espiritualidade das CEBs também possibilitou a produção de uma rica manifestação artística em nossas comunidades-músicas, poesias, pinturas, símbolos-típicos da prática religiosa e cultural do nosso povo, e que também são instrumentos de evangelização e de missão.

JUSTIÇA E PROFECIA

}  QUE SOCIEDADE TEMOS?

}  excludente, machista, alienada, opressora...

}  QUE SOCIEDADE QUEREMOS?

}  Justa, igualitária, comprometida com o outro(a), verdadeira, fraterna, solidária, feliz, ecumênica, includente...

}  O QUE PESA MAIS NA BALANÇA?

}  O QUE TEMOS O QUE SONHAMOS?

}  Segundo Paulo Freire a esperança não é um ato de esperar, e sim um ato de lutar enquanto eu luto eu espero.

}  Precisamos de uma sociedade que produza vida e vida em abundância, mas é preciso lutar.

}  Não existe problema humano, que os humanos não consigam resolver.

PARA SER FELIZ É PRECISO TER DIREITO E RESISTIR

}  É uma incoerência acreditar em Jesus Cristo e não acreditar em mudanças e viver acomodado.

}  12% da sociedade brasileira participa de alguma organização e 88% não participa de “nada”.

PROFETAS-LUGARES DIFERENTES

}  AMÓS 6,1-7

}  OSÉIAS 4,1-10

}  MIQUÉIAS 2,1-5

}  MIQUÉIAS 2,8-11

}  ISAÍAS 51,1-8

JUSTIÇA

}  -garantir o que é meu (nosso) por direito;

}  -o que me torna digno;

}  -o que propicia felicidade;

}  Pesar para saber se não estou subtraindo de alguém;

}  Verificar a quem pertence por razão.

PROFECIA

}  Falar com o tempo;

}  Ir contra o que impera;

}  Dizer o que precisa ser dito;

}  Não ter medo de usar a fala como arma;

}  Propor saída;

}  Falar do novo tempo que se aproxima.

DESAFIOS

}  Como denunciar a tirania dos chefes e grandes.

}  O que precisa ser falado e dito.

}  Que tempo é esse que precisa ser contraposto.

}  O que precisa ser pronunciado a favor da vida.

CAUSAS DA JUSTIÇA

1-sofrimento em decorrência da privação das necessidades básicas(fome e sede)

2-sofrimento em decorrência da privação do direito de existir socialmente.

3-sofrimento em decorrência da privação da liberdade...

MEDIAÇÕES E RESULTADOS

}  ORGANIZAÇÃO

}  PARTILHA

}  IGUALDADE NO EXERCICIO DO PODER

}  FELICIDADE

}  SACIEDADE

}  SOBRA

}  Mt 15,29-37

VERIFICAÇÕES DO TEMPO EXISTENTE

}  1-Falta de multidão (baixa participação)

}  2-falta de organização(esfacelamento da base de apoio)

}  3-falta de representatividade(obs. Sindicatos)

}  4-esgotamento de projeto coletivo

}  5-democracia apenas como formalidade.

URGENTE

}  NOVA PROFECIA

}  RESGATE DA ESPERANÇA

}  BUSCAR A UTOPIA

PROFETAS E PROFETIZAS ONTEM E HOJE

}  I Reis  17

}  II Reis 4,1-7

}  II Reis 25,12

}  Josué 2

}  QUAL É A ANÁLISE DA PROFECIA?

}  O QUE ELA APONTA DE NOVO?

MISSÃO DA IGREJA- EVANGELIZAR

}  Foi assim no começo da Igreja

}  Jesus formou discípulos devagar. Houve um primeiro chamado, um aprendizado e um convívio. Houve etapas na missão, envio, aprofundamento.

REFLEXÃO-PROCESSO DO CHAMADO

}  1- busca(cf Jo 1,38)

}  2-encontro(cf Jo 1,38-39)

}  3-conversão e comunhão cf(Jo 1,39),(Mt 10,1)

}  4-missão cf( Jo 1,40-41.45),(Mc 3,14 e cf Jo 17,20-23), (Mt 28,19)

VISÃO GLOBAL DOS SACRAMENTOS

}  SACRAMENTOS DA INICIAÇÃO( o batismo e a crisma)

}  SACRAMENTOS DE SERVÇO( a ordem e o matrimônio)

}  SACRAMENTOS DE LIBERTAÇÃO( a unção dos enfermos e penitência ou confissão)

}  SACRAMENTO DO AMOR( a eucaristia)

CURIOSIDADES- BÍBLIA

}  A Bíblia de edição protestante é diferente das Bíblias de edições católicas?

}  O N.T. é igual para todos.

}  O A.T. na Bíblia de edição católica tem sete livros a mais. (Tobias; Judite; 1⁰ e 2⁰ Macabeus; Sabedoria; Eclesiástico; Baruc)

}  A.T.-46 livros(católica) 39(protestantes)

}  N.T- 27 livros    total de livros 73

MISSÃO DO CATEQUISTA

}  A missão do catequista é ampla e exigente,destacando-se: conhecimento da fé e dos conteúdos centrais contidos na missão de Jesus Cristo, no ensinamento da Igreja e nas Sagradas Escrituras.

}  A igualdade é a base de todo sistema, mas isso só ocorrerá se houver organização e partilha a exemplo das primeiras comunidades. Cf (Atos dos Apostolos)

}  Quando há injustiça no exercício do poder há fome, miséria, desigualdade, sofrimento e morte.( Zilda Arns)

Os trabalhos da tarde se iniciaram com a oração coordenada pelo município de Massapê do Piauí-PI, em seguida, foi dada instruções sobre o cadastro dos paroquianos(as) a fim de que a Paróquia ampliar o banco de dados e cadastrar os(as) catequistas porque no próximo ano pretendemos acompanhá-los melhor.
Realizamos, também, um trabalho de grupos para responder a três perguntas a partir do que estudamos pela manhã. As respostas apresentadas serão trabalhadas em cada comunidade e pastorais:
PERGUNTAS:
1. Aponte ações para a vivência das CEB´s no espírito sócio-transformador;
2. O que as CEB´s precisam priorizar?
3. Que compromissos concretos podemos assumir na preparação dos Sacramentos?

RESPOSTAS:
1.  - Criar grupos de liturgia;
- Partilhar experiências de comunidade a comunidade;
- Criar Conselho Comunitário;
- Criar equipe do dízimo;
- Criar grupos de Círculo Bíblico e fortalecer os já existentes;
- Celebração da Eucaristia nas Escolas, Calçadão da Juventude, Hospitais, etc.

2. - Estudos Bíblicos nas pastorais, objetivando que este estudo chegue a todos os fiéis;
- Formação dos Conselhos de Comunidade para melhor desempenho na caminhada e concretização dos trabalhos;
- Cultivar a visita missionária do dízimo com mais participação e desempenho;
- Grupos Bíblicos (Leitura Orante);
- Terço dos Homens;
- Formação de catequistas dos Sacramentos;

3. - Criar equipe para preparação e para celebração dos Sacramentos;
- Assumir a catequese dos Sacramentos com coerência, dedicação, compromisso, disposição e responsabilidade;
- Participar das Assembleias Paroquiais;
- Planejamento e Pontualidade.

Ao fim da Assembleia, agradecemos a presença e a dedicação de todos, rezamos e recebemos a bênção final.

Confira as imagens abaixo:

Oração de abertura




Oração de abertura

Oração de abertura



Oração de abertura



Oração de abertura - lembrando a Peregrinação com a Imagem de N. S. das Mercês


Oração de abertura - lembrando a Peregrinação com a Imagem de N. S. das Mercês 














Nenhum comentário: