Loading...

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Sobrevivente do massacre de Corumbiara é assassinado em Rondônia

1995 - Campo de futebol próximo ao acampamento da Fazenda Santa Elina - Corumbiara, foi transformado em um campo de torturas da polícia. Dinho era sobrevivente deste massacre.

Adelino Ramos, conhecido como Dinho, sobrevivente do Massacre de Corumbiara, ocorrido em agosto de 1995, foi assassinado no dia 27 de maio, por volta das 10h00, em Vista Alegre do Abunã, na região da Ponta de Abunã, município de Porto Velho (RO), enquanto vendia as verduras produzidas no acampamento onde vivia.

Ele foi morto por um motoqueiro, próximo ao carro da família onde estavam sua esposa e duas filhas.

Dinho vinha denunciando a ação de madeireiros na região da fronteira entre os estados de Acre, Amazônia e Rondônia.

Ele e um grupo de trabalhadores reivindicavam uma área nessa região para a criação de um assentamento.

No início desse mês, o Ibama iniciou uma operação no local, onde apreendeu madeira e cabeças de gado que estavam em áreas de preservação.

Segundo a CPT na região, isso leva a crer que esse tenha sido o motivo de sua morte.

Dinho vinha sendo ameaçado há anos e em reunião realizada em julho do ano passado em Manaus (AM), com o ouvidor agrário nacional, Gercino Silva, denunciou as ameaças contra sua vida e o risco que corria.

Dinho foi líder do Movimento Camponês de Corumbiara.

Fonte: CPT

Nenhum comentário: