Loading...

domingo, 7 de novembro de 2010

Brasília sedia encontro sobre desenvolvimento sustentável 24/25.11.2010

Brasília sedia encontro sobre desenvolvimento sustentável

Evento objetiva estimular instituições de pesquisa de todo o país a produzirem projetos limpos


Ricardo Lemos/MCT

Para Isa Assef pesquisa tecnológica é instrumento fundamental para estimular o desenvolvimento sustentável

O crescimento responsável é uma preocupação crescente entre as instituições de pesquisa tecnológica do Brasil. Neste mês, nos dias 24 e 25, será realizado em Brasília (DF), um congresso que terá como tema “Tecnologia & Inovação para o Desenvolvimento Sustentável”. A proposta é traçar metas para que as entidades científicas do país intensifiquem seu envolvimento na causa.

O evento será realizado pela Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica (Abipti) e contará com a participação de organismos internacionais, como o Instituto Fraunhofer, grupo que reúne 60 instituições de pesquisas da Alemanha, considerado referência mundial no setor.

“Nossa proposta é gerar subsídios sobre a configuração da demanda e da oferta de pesquisa, desenvolvimento e inovação em apoio ao esforço de reorientação dos modelos de sustentabilidade nas instituições científicas e tecnológicas”, destaca a presidente da associação, Isa Assef.

“A aplicação a curto prazo de uma tecnologia sustentável de relevância para a indústria exige empresas muito bem informadas e cientes do importante papel e função da cooperação com centros de pesquisa”, completa o pesquisador alemão, Peter Eisner, que participará do congresso.

A pauta do evento é diversificada e contará com debates sobre o marco regulatório para o desenvolvimento sustentável; a contribuição que as instituições de pesquisa e tecnologia podem dar para superação das mudanças climáticas; entre outras. “O congresso será um canal de troca de experiências. Nosso objetivo é oportunizar o debate nos diferentes aspectos e facilitar a obtenção de conhecimentos sobre experiências internacionais exitosas em temas específicos da gestão tecnológica nesse setor”, conclui a presidente da Abipti, que representa mais de 200 entidades de pesquisa do Brasil.

A programação do evento está disponível no site da instituição, no endereço www.abipti.org.br. As inscrições também podem ser feitas no portal. As vagas são limitadas.

Pesquisas e negócios que vêm do verde

A edição 2010 da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), realizada no final do mês outubro em diversas cidades brasileiras, também teve como tema o desenvolvimento sustentável. A proposta do encontro, que visa aproximar a comunidade e a área científica, foi divulgar tecnologias limpas e materiais construídos dentro do tripé sustentável, que prevê sucesso econômico, atrelado ao compromisso social e respeito ao meio ambiente.

Exemplos são os preservativos masculinos produzidos em Xapuri (AC), a primeira camisinha de látex oriunda de seringueiras nativas, expostos em Brasília. Trata-se de um projeto do governo do Estado e da Fundação de Tecnologia do Estado (Funtac), que recebeu recursos da ordem de R$ 30 milhões. A fábrica, Natex, produz anualmente 100 milhões de preservativos e gera mais de 150 empregos diretos. Para se ter uma ideia do impacto social da iniciativa, 700 famílias da Reserva Chico Mendes, que trabalham na coleta do látex, são beneficiadas.

A Natura, empresa de cosméticos, também alia desenvolvimento sustentável, sucesso econômico e igualdade social, com forte investimento em pesquisa e desenvolvimento (P&D). Somente no ano passado, a companhia investiu 2,6% da receita líquida total de R$ 4,24 bilhões em atividades de ciência e tecnologia, que somou R$ 110 milhões. Os centros de pesquisas da empresa desenvolvem, por exemplo, atividades que permitem a extração de insumos, sem derrubada de árvores, e a utilização de recursos renováveis.

Nenhum comentário: