Loading...

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Planejamento da CEBs - RS

CNBB: DIRETRIZES GERAIS DA AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL 2011 – 2015 (Documento nº 94)


“O Evangelho da vida está no centro da mensagem de Jesus e a missão dos discípulos é o serviço à vida plena!” (CNBB 94, 65). “Iluminada pela Palavra, alimentada pela Eucaristia, animada e dinamizada pela caridade de Cristo, interpelada pelo testemunho de tantos santos e santas, que responderam como discípulos missionários em seu tempo e contexto, a Igreja no Brasil deseja, através das presentes Diretrizes da Ação Evangelizadora, ser expressão da encarnação do Reino de Deus no hoje de nossa história.” (CNBB 94, 141)
Objetivo Geral:
Evangelizar, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja, discípula, missionária e profética, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.
Urgências na Ação Evangelizadora:
1. Igreja em estado permanente de missão
2. Igreja: casa da iniciação à vida cristã
3. Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral
4. Igreja: comunidade de comunidades
5. Igreja a serviço da vida plena para todos
Processo de Planejamento das CEBs do Vicariato de Porto Alegre:
Passos metodológicos:
1º passo: onde estamos
2º passo: onde precisamos estar
3º passo: nossas urgências pastorais
4º passo: o que queremos alcançar
5º passo: como vamos agir
6º passo: o que vamos fazer
7º passo: a renovação das estruturas
No chão da vida, Deus conosco faz História de Salvação:
Planejamento Pastoral das CEBs-POA:
Vamos lembrar os passos 1 e 2, sobre os quais refletimos no encontro de abril das CEBs do Vicariato de Porto Alegre:
- Nós, das CEBs, onde estamos?
Nos meios populares, coordenando e/ou assessorando obras sociais, participando nas lutas do povo, dos Galpões de Reciclagem e/ou impulsionando a reciclagem, no Orçamento Participativo, Comitês Populares da Copa, Conselhos Populares, Movimentos de Mulheres, Ecologia, Fórum Social Mundial e Temático, II Fórum da Igualdade, Grito dos Excluídos, Romarias, Pastorais Sociais, na luta em defesa dos direitos das Crianças e Adolescentes (Fóruns diversos, Pastorais específicas nas respectivas áreas...)
- Onde deveríamos estar?
No lugar em que estamos e em todos os lugares onde o povo clama face à exploração e opressão que sofre: junto aos jovens que buscam educação e educação de qualidade, segurança, emprego... Nas pastorais sociais, assumindo as resoluções da Conferência de Aparecida e as Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2011 – 2015, com suas cinco urgências (cf. doc. 94, CNBB); na organização do povo (sindical, comunitária, política, articulando as lutas locais com um projeto global de transformação...); na organização das CEBs em todos os lugares para serem testemunhas da Boa Nova de Jesus Cristo junto e com os pobres, ajudando a impulsionar o que as Diretrizes da CNBB chama de “rede de comunidades”. As CEBs, esse jeito de ser Igreja, devem estar em todos os espaços da Igreja, ajudando-a a ser presença transformadora num mundo que vive uma mudança de época, com o Mercado determinando e impondo seus ditames, aprofundando o relativismo, o consumismo, o fundamentalismo, sobretudo o econômico, que gera muitas vítimas, pois tem no lucro o seu estômago e na ganância o seu coração.
Foi lembrada a 5ª Semana Social Brasileira (5ª SSB), cujo tema é o Estado, (Que Estado temos? Que Estado precisamos construir para que esteja a serviço da vida?...) ocasião para o exercício da profecia, uma missão chave da Igreja, portanto, das CEBs.
As contribuições de nosso debate vão ser enviadas à Coordenação de Pastoral do Vicariato de Porto Alegre.
Passos 3 e 4 do Planejamento do Vicariato:
Segundo os passos metodológicos sugeridos acima. Fizemos os passos 1 e 2, em nossa reunião de abril. Depois disso já tivemos o nosso 13º Encontro Estadual das CEBs, onde, inspirados pela força criadora do Espírito, assumimos vários compromissos que precisamos traduzir em ações concretas para o nosso Plano Pastoral. Até o dia 8 de setembro temos que fazer esse tema de casa:
- Quais são as nossas urgências enquanto CEBs do Vicariato de Porto Alegre?
- Que ações são consequência dessas urgências?
(Enviar para vilpretto@yahoo.com.br – w.gass@terra.com.br)
Anexo um ensaio que a Irmã Vilma fez, combinando as nossas escolhas do 13º Encontro Estadual de CEBs com as urgências da CNBB Sul 3
1. Evangelização da Juventude
- promover a Romaria libertadora da Juventude;
- garantir o protagonismo juvenil
2. Cuidado com a vida
- assumir a defesa da vida do planeta, buscando o modo de vida sustentável que respeite o mei ambiente;
- maior participação da Igreja na política, nos conselhos municipais, na defesa do SUS
3. Formação inicial e permanente à vida cristã
- catequese voltada para as famílias;
-formação bíblica a partir da leitura popular orante;
- promover a formação de lideranças nas comunidades
4. Conversão Pastoral e reorganização eclesial para a missão
- dinamizar espaços que qualifiquem e sintonizem a vida litúrgica das comunidades com a vida das juventudes
- organização do povo para a participação no Grito dos Excluídos, 5ª Semana Social Brasileira, Economia Solidária, luta contra os agrotóxicos,....
Agendas que é bom termos presente no nosso Planejamento:
• 2012: Ano de eleições municipais; continuação dos embates com referência às obras da Copa Mundial de Futebol; início da celebração dos 50 anos do Concílio Vaticano II e dos 40 anos da Teologia da Libertação. Haverá um grande evento na UNISINOS, sobre esses dois temas, em outubro, num ano que a CRISE (econômica, ambiental, energética, alimentar e mesmo civilizatória), aumenta no mundo inteiro, questionando o modelo de desenvolvimento e de consumo vigentes.
• 7 de setembro: 18º Grito dos Excluídos.
• 7 de outubro: Eleições Municipais.
• 16 de outubro: Dia da alimentação e soberania alimentar.
• 19 de novembro: Ato da juventude.
• 20 de novembro: Dia da Consciência Negra.
• 25 de novembro: Dia de luta contra a violência às mulheres.
• 29 de novembro:A Marcha dos Sem, promovida pela Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), somar-se-á à Marcha de abertura do Fórum Social Mundial Palestina Livre, que será de 29 de novembro à 1º de dezembro.
• 1º dezembro: Dia de luta contra a Aids.
• 10 de dezembro: Dia dos Direitos Humanos e dia dos povos indígenas.
• Reuniões das CEBs-POA: 28/10 (Se não houver segundo turno em Porto Alegre) e 16/12.
• Reuniões da Casa da Partilha: 30/09 e 25/11. (Obs.: Em função do 27º Encontro Arquidiocesano de CEBs, talvez sejam necessárias mais reuniões).
• Janeiro de 2013: Fórum Social Mundial/etapa Porto Alegre, simultânea ao Fórum Econômico de Davos (a grande reunião dos capitalistas).
• 2 de fevereiro: Festa de Navegantes, ocasião em que as CEBs podem construir um processo de visibilidade importante, além de se envolverem com sua organização, na perspectiva das Romarias libertadoras, conforme assumimos um compromisso em nosso 13º Encontro Estadual das CEBs.
• Fevereiro: Romaria da Terra, em Caxias do Sul.
• Março de 2013: Fórum Social Mundial, em Túnis, Tunísia, onde iniciou a Primavera Árabe.
• 8 de março: Dia mundial da Mulher.
• Quaresma 2012: A CF 2012 – Fraternidade e Juventude.
• Abril de 2013: III Fórum da Igualdade
• 1º de Maio: Dia dos/as Trabalhadores/as.
• Maio de 2013: 27º Encontro Arquidiocesano de CEBs de Porto Alegre.
• Julho de 2013: Jornada Mundial da Juventude.
Obs.: 5ª Semana Social Brasileira: Lançada no RS em 19 de março de 2012, propõe o debate sobre o Estado – “Que Estado temos e que Estado precisamos?” - e que vai continuar acontecendo durante todo o ano de 2013 e tem tudo a ver com a construção do Reino de Deus no meio de nós, uma sociedade justa, fraterna, sustentável.
“Nas mãos do povo, nas línguas da história: o desafio da nova sociedade. Como se descama o peixe, e com sal lhe devolve o gosto ardente que sacia a fome aguda de quem navega a liberdade, assim os pequenos e oprimidos, em passos de esperança, arrancarão de nossa história o medo e, com palavras vivas de quem luta, canta e clama, nutrirão as entranhas do tempo com o sangue do direito e da justiça. Homens e mulheres, cada ser do universo, construirão o movimento inesgotável da libertação definitiva.” (Desafio, poema Josimo Tavares)

Nenhum comentário: