Loading...

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Conselho Indigenista Missionário, 40 anos junto aos povos nativos

A Assembleia do Regional Goiás/Tocantins publicou uma mensagem em celebração aos 40 anos do Cimi, Conselho Indigenista Missionário.
"À beira do rio Tocantins, em Miracema (TO), bispos, missionários e missionárias, indígenas dos Estados de Goiás e Tocantins, nos reunimos para celebrar os 40 anos de uma nova forma de presença, luta e testemunho missionário junto aos povos indígenas.
Foi um grande momento de agradecimento e louvor ao Deus da Vida pela caminhada esperançosa de quatro décadas junto aos povos indígenas.
A memória perigosa e o sangue dos mártires nos reanimaram em nosso compromisso com a causa desses povos, em sua caminhada de luta, resistência e afirmação de seus projetos de vida, de bem viver.
Vemos com alegria que povos praticamente condenados ao desaparecimento, como os Avá Canoeiro, assumiram a luta pelos seus direitos, especialmente seu território tradicional. Igualmente vemos com esperança a crescente participação e protagonismo das mulheres nas lutas pela vida e direitos dos povos indígenas da região.
Constatamos que os decretos de extermínio dos povos indígenas perpassaram esses 40 anos e continuam se atualizando a cada dia, através de um sistema perverso de negação e violação dos direitos desses povos.
Após os sofrimentos e ameaças dos grandes projetos, como as hidrelétricas, agora pesam sobre os povos da região e do país, as ameaças da extração mineral (Projeto de Lei 1.610), com seu mar de lama e destruição do meio ambiente e impacto mortífero sobre as populações.
Com eles denunciamos as intenções e práticas genocidas embutidos na portaria 303, no PEC 215 e outras iniciativas e ações advindas dos três poderes, que desrespeitam e ferem a Constituição e os direitos originários desses povos, por seus territórios, recursos naturais e formas plurais de viver em paz e serem felizes.
Continuaremos apoiando os processos de informação e formação das comunidades indígenas, na perspectiva de fortalecer seu poder de mobilização na luta pelos seus direitos e construção da autonomia em seus territórios.
Continuaremos honrando o sangue mártir dos que tombaram e deram sua vida pela causa indígena nestes 40 anos do Cimi, selando e renovando nosso compromisso e testemunho com essa causa.
Que as águas revoltas dos rios represados e os fortes ventos de agosto nos embalem no renovado vigor de nossa missão com a vida, direitos e Bem Viver dos povos indígenas de Abya Yala, Ameríndia, América."
Miracema, TO, 22 de agosto de 2012.
Cimi Regional Goiás/Tocantins
Povos: Avá Canoeiro, Xerente, Krahô, Karajá, Apinajé, Krahô-Kanela, Karajá de Xambioá, Tapuia, Javaé

Nenhum comentário: