Loading...

terça-feira, 3 de julho de 2012

Carta do 2º Paulistão das Comunidades Eclesiais de Base – Sul 1 CEBs: a vida na cidade em busca da sociedade do Bem Viver e Bem Conviver





2º Paulistão das Comunidades Eclesiais de Base – Sul 1
CEBs: a vida na cidade em busca da sociedade do Bem Viver e  Bem Conviver

“Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome, pergunto o que há?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará.”
(Patativa do Assaré)

Aos irmãos e irmãs, parentes na caminhada, das Comunidades de Base.

Saboreando docemente a presença fraterna e os pães da Palavra e da Eucaristia, estivemos reunidos neste sábado, nas terras e nas pedras da metalurgia, do sindicalismo bravo e de uma Igreja que historicamente sempre esteve ao lado do povo em suas lutas e anseios; fomos agraciados com o abraço quente do povo do ABC e protegidos pelo apóstolo André, que radiante sempre nos reafirma: “Nós encontramos o Messias” (Jo 1,41).

Somos mulheres e homens vindos de todos os rincões de nosso Estado; do campo e das ruas, das serras e do mar; somos 1.314 pessoas, que saímos para com-viver, para o encontro... o encontro com o outro, com os outros, com a natureza, com o Senhor da Festa que não se acaba...

Refletimos, provocados pela Palavra de Deus e assessorados pelo Rafael e pela pastora Nancy, sobre a sociedade do Bem Viver e Bem Conviver. Baseados na vida de nosso povo pobre, pudemos perceber a contradição, o antagonismo entre sociedade capitalista e a sociedade do Bem Viver. Dessa constatação emerge a necessidade da escolha: o caminho da benção ou o da maldição. Vimos que o Bem Viver é fruto da profecia, da luta, da solidariedade e de uma nova ética, um novo modo de se relacionar com tudo que vive. Faz-se necessário a construção efetiva de caminhos, através da política, dos movimentos sociais e de todos os organismos que comungam desse sonho, para se chegar à civilização possível e desejada.

Conhecemos, também, alguns trabalhos e lutas dos sub-regionais alinhados com este conceito indígena de uma sociedade diferente, mais ecológica, mais humana, mais fiel ao Projeto Divino de Paz e Abundância. 

Saciados de tantas boas-novas e de tantas esperanças, concluímos nosso encontro dando graças a Deus e pedindo, desde já, o acompanhamento materno da Mãe Aparecida no processo de preparação que se inicia oficialmente hoje no Regional Sul 1 para o XIII Intereclesial, na Diocese de Crato que será realizado em janeiro de 2014 com o tema: “Justiça e Profecia a serviço da vida” e o lema: “CEBs, Romeiras do reino a serviço da Vida no Campo e na  Cidade”.

Abrasados pelo Espírito provocador e amante, na dinâmica permanente do ouvir o Mestre, anunciar a Vida para todos e denunciar a Morte que insiste nos circundar, voltamos...sim voltamos para as nossas comunidades, buscando profeticamente, ecologicamente e samaritanamente concretizar o Amor e a Justiça em nosso chão, contemplando o Reino que já É e SERÁ para todo o sempre.

Amém,  Axé, Awerê, Aleluia,  Saúde



Santo André, 30 de junho de 2012
Festa de São Pedro e São Paulo

Nenhum comentário: