Loading...

quinta-feira, 1 de março de 2012

Comissão de "CEBs" da Paraíba se reuniu para debater tema da Campanha da Fraternidade 2012

O objetivo do encontro é que as comissões de cada Diocese façam esse estudo de aprofundamento nas paróquias de todas as dioceses, uma vez que o tema da Campanha da Fraternidade 2012 é de suma importância para as nossas comunidades. Movidos pela fé e esperança em busca de comunidades unidas promovendo a dignidade de vida e a melhoria da saúde pública nas comunidades.
Com esses pensamentos aconteceu nos últimos dias em Campina Grande-PB um encontro de formação em Saúde Pública / SUS com a presença do Professor, Medico Sanitarista, Sindicalista o Dr. Edinaldo e Controle social na saúde com a Facilitadora: Irene da Conceição de Freitas, durante três dias as comissões Diocesanas se capacitaram para atuarem juntos a cada comunidade e grupos pastorais.
Essa comissão que na Diocese de Cajazeiras é composta por Ir. Natalia Coordenadora das CEBs Comunidades Eclesiais de Base, Padre Beto que o mesmo representa a Diocese de Cajazeiras no Regional da CNBB Nordeste II e representantes da Paróquia de Aparecida, Paróquia do Lastro, Paróquia de Vieirópolis, Paróquia de Jericó, Paróquia de Sousa, Paróquia de Pombal. Devemos sem duvida trabalhar nessa campanha da fraternidade 2012 a união e o acolhimento na visão das nossas unidades de saúde seja ela de baixa complexidade ou alta complexidade, que a igreja com as suas pastorais possa trabalhar em cima da prevenção e conscientização dos povos das nossas comunidades, hoje vivemos em mundo onde não há uma educação para a saúde e se não houver a prevenção nada vai mudar por que a conscientização é lenta e transformadora.
A sociedade está a cada dia mais alienada, hoje virou moda ir ao medico todos os dias. A igreja deve mostrar aos profissionais da saúde o cuidado missionário que Cristo teve com os mais necessitados, disseminar a espiritualidade do cuidar, difundir e dar continuidade a ação de Jesus que seja resgatada a dignidade movimento do meio social qualificando a comunidade cristã e esclarecendo o conceito de saúde numa perspectiva de qualidade de vida.
O lema da Campanha da Fraternidade é muito oportuno porque, baseado no livro do Eclesiástico, clama que a saúde se difunda sobre a Terra. Quer dizer, sabemos que fazer saúde e promover saúde não é simplesmente tratar o doente. Com bem disse: José Bernardi, frei capuchinho.
É, talvez, mais ainda, prevenir as doenças. Daí a importância das igrejas, das comunidades, de todas as pastorais se envolverem nessa campanha para que ela de fato seja promotora de saúde, para que a população tenha acesso à saúde quando precisa, e, sobretudo para que possa ter uma vida saudável.

Aparecida Ferreira comunicadora da Pastoral da Criança e

PASCOM daParóquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Aparecida-PB.

Nenhum comentário: