Loading...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Bispo Emérito de Iguatu, Dom José Mauro, comemora 50 anos de ordenação episcopal


Destacou o trabalho de dom Mauro, quando o mesmo implantou as
comunidades Eclesiais de Base (CEBs)

A Diocese de Iguatu realizou, nesta sexta-feira 06/01/12, no pátio da igreja Matriz de Senhora Sant’Ana, às 18 horas, missa solene em comemoração aos 50 anos de consagração episcopal do bispo dom José Mauro de Alarcon e Santiago (primeiro bispo diocesano).

O início do cerimonial, que durou mais de 3 horas, foi marcado por desfile em carro aberto. O homenageado, dom José Mauro, ao lado do bispo diocesano, dom João Costa e do bispo emérito dom José Doth, desfilou em um Jipe pelas ruas da cidade, repetindo uma cena ocorrida há exatos 50 anos, quando o religioso chegou a este município para assumir a nova diocese, criada pelo papa João XXIII, através da bula In Apostolicis Muneris, em 28 de janeiro de 1961.

Todo o trajeto foi acompanhado pela Banda de Música Municipal, e por onde passava dom Mauro era aplaudido e ao mesmo tempo saudava o público que se perfilou nas calçadas para participar desse importante momento na história da igreja Católica na região Centro Sul.

Prefeito de Iguatu Agenor Neto participou da cerimônia
- Dom Mauro foi um bispo que trabalhou para organizar a diocese, expandir a Igreja na região e sempre se mostrou preocupado com as questões sociais - disse o prefeito Agenor Neto.

Durante a celebração o bispo da Diocese de Iguatu, dom João Costa, destacou o trabalho de dom Mauro, quando o mesmo implantou as comunidades Eclesiais de Base (CEBs), a expansão de capelas e a celebração do Dia do Senhor, aos domingos, nas comunidades rurais.

Bispo diocesano D. João Costa
Durante a homilia, dom Mauro chamou a atenção dos fiéis para o perigo do relativismo da fé, e disse que o poder do dinheiro está corrompendo a humanidade e a mente dos governantes de todo o mundo.

- O mundo está sendo conduzido pelo relativismo e pela falta de Deus - disse. Ele também aproveitou para fazer um resumo de toda a sua caminhada de fé na igreja, e destacou a sua participação no Concílio Vaticano II.

- Fui orientado a ir ao povo. Então sai pelas comunidades, e visitei cada uma. Foi uma experiência vivida e muita querida - disse dom Mauro.


Logo após a celebração, na parte interna da igreja de Senhora Sant'Ana, foi descerrada a placa em homenagem aos 50 anos do episcopado de dom José Mauro.


Além de dezenas de padres da diocese e de outros municípios, participaram da missa, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza, dom José Luiz Salles; dom Alfredo Schaffer, de Paranaíba, Piauí; José Maria, da Região Nordeste; dom Newton Gurgel, emérito, do Crato; dom Fernando Panico, bispo do Crato; dom Jacinto Brito, de Crateús; dom Edmilson Cruz, emérito, de Limoeiro do Norte; dom Javier Ernandes, de Tianguá; e de Quixadá, Ângelo Pignoli.

Nenhum comentário: