Loading...

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O que é ser liderança

Liderar significa conduzir, dirigir, guiar, comandar, encaminhar, encabeçar, atravessar. O líder é aquele que alinha o grupo que lidera. É aquele que caminha à frente; que diz para onde se deve ir. Líder é aquele que mostra o caminho para além do horizonte. Uma liderança é alguém que guia, que toma a frente, que inspira, que transmite confiança. É alguém que serve. É alguém que acompanha, que direciona para um determinado fim. Portanto, são lideranças em nossas comunidades eclesiais as pessoas que exercem algum ministério. São aquelas pessoas que compreenderam o significado do batismo e assumiram ser, no mundo, sacerdote, profeta e rei.
As verdadeiras lideranças eclesiais são fiéis que, no exercício de seu ministério, procuram ter as mesmas características da pessoa de Jesus de Nazaré, tais como: fé e oração; testemunho de vida; honestidade e pontualidade; espiritualidade prática; humildade sincera; integridade absoluta; bondade ilimitada e responsabilidade completa.
A verdadeira liderança na comunidade, a exemplo de Jesus, é aquela que dá testemunho de vida na oração, pontualidade, humildade, bondade e responsabilidade. É alguém que age de modo coerente e generoso, ainda que algo seja contra a sua vontade pessoal.
O verdadeiro líder é aquela pessoa que vai ao encontro das outras pessoas, sem preconceito, que ouve e é sensível ao que o outro tem a dizer. É alguém que percebe o momento de cada um do seu grupo e tem sempre uma palavra a dizer. É alguém que não impõe suas idéias, mas acolhe as idéias dos outros, abre a discussão e, juntos, escolhe o que é melhor para todos.
Ser liderança eclesial é estar à frente dos trabalhos de evangelização da Igreja. É comprometer-se com a causa do Reino de Deus. É assumir o seu batismo. É colocar os seus dons a serviço. É descobrir que o Reino de Deus se edifica com os dons de cada um colocados a serviço dos outros.
A verdadeira liderança é aquela pessoa que se coloca com humildade no seguimento de Jesus, que se faz pequena, que não escandaliza e despreza os mais simples e humildes, os prediletos de Jesus. É aquela pessoa que não deixa que ninguém se perca no caminho, que vai atrás da única que se perdeu, mesmo tendo noventa e nove ao seu redor. É alguém que sabe corrigir sem magoar, que é capaz de perdoar, que procura ser ponte de ligação e evita ser muro de divisão.
Portanto, são lideranças em nossas comunidades não apenas aquelas pessoas que coordenam uma determinada pastoral, movimento, ministério ou serviço, mas toda pessoa que participa ativamente da ação evangelizadora da Igreja. Toda pessoa que assumiu sua vocação no mundo através de um ministério eclesial, seja ele qual for: Catequista, Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão, Ministro Extraordinário da Palavra, Agente do Dízimo, Instrumentista, Animador do Canto nas celebrações e reuniões, membro dos conselhos pastorais e administrativos, coordenador de uma pastoral específica ou de um movimento apostólico, coordenador de comunidade ou de setor.
Enfim, quando falamos em liderança devemos entender toda pessoa que se faz presente na vida da comunidade e atua em algum serviço pastoral.

Pe. Almeirndo Silveira Barbosa

Arcos-MG

Nenhum comentário: