Loading...

terça-feira, 18 de outubro de 2011

5º Encontrão de CEBs - Arquidiocese de Montes Claro

No domingo, dia 16 de outubro, na Escola Estadual Carlos Albuquerque (Grande Maracanã), a Paróquia Nossa Senhora de Montes Claros e Beato José de Anchieta realizou o seu 5º Encontrão de Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Participaram umas 150 pessoas, contando também com pessoas de outras paróquias. O NOSSO TEMA FOI CEBs: MISSÃO PROFÉTICA A SERVIÇO DA VIDA E O NOSSO LEMA FOI NA DIVERSIDADE DA VIDA: FAMÍLIA, SOCIEDADE, MEIO AMBIENTE.

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj
Administrado pela Pastoral do Menor do Regional Leste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Projeto "Escola da Cidadania Dom Luciano Mendes de Almeida" é referência na Paróquia Nossa Senhora de Montes Claros e Beato José de Anchieta (Grande Maracanã) e é quem costuma assumir as encenações teatrais nos encontros paroquiais e também toda a ornamentação do evento, prova de que a Paróquia pensa em políticas públicas de renovação

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

NA ORAÇÃO INICIAL, tivemos, cativante encenação dos jovens atualizando o Evangelho de Lucas 7, 11-17, que nos mostraram os tipos de conflitos, drogas, vícios que atingem os nossos jovens de hoje e que as famílias enfrentam nesta contemporaneidade. São jovens se matando e morrendo nessas situações terríveis! Como é importante o apoio das famílias, de outros grupos, de pessoas que possam ajudar os nossos jovens a recuperarem o sentido da vida e poderem se libertar dessas escravidões. Jesus Cristo continua hoje a ressuscitar os jovens “mortos”, entregando-os às suas mães, às suas famílias.

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Em um primeiro momento do 5º Encontrão Paroquial de CEBs, nos encontramos com a psicóloga e terapeuta de família, Renata Nunes Araújo. Ela analisou a família no seu interior e quais são as regras de convivência. Como é preciso equilibrar as duas bandejas da balança em que vive hoje a família: a do afeto e a do amor; e a dos limites. As mães não podem ser só tarefeiras, preocupadas em fazer coisas, mas precisam ter tempo para estar junto com os filhos. Precisam mostrar o seu afeto: eu amo você! E também com amor e firmeza falar: não concordo com isso! Mostrar os limites, que vão educando e ensinando o que está certo e o que está errado. Renata deu exemplos de como a educação dos filhos, no mundo de hoje, principalmente a dos adolescentes, é desafiadora. Como a educação para os valores humanos e cristãos exige paciência. Para serem bons pais, o pai e mãe têm de viver como um bom casal, esposo e esposa. Renata dialogou e respondeu questões dos participantes.

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

O nosso segundo momento foi com a assistente social e professora universitária, Leni Pereira Silva, refletiu sobre a família no seu contexto social de hoje. Ela mostrou a nossa realidade, onde os negros e os indígenas foram escravizados pelos brancos, e são até hoje. Nossa realidade é de extrema pobreza de muitas famílias brasileiras, sem o necessário para viver em condições dignas. Famílias fragilizadas na economia, nos valores morais, em situações de risco, numa educação muito ruim. Famílias dirigidas só pela mãe, ou por outra pessoa. A mídia que bombardeia e destrói os valores familiares. Jovens negros que não têm as mesmas condições do que jovens brancos para cursar uma faculdade. Quem tem solução para a pobreza, a doença, a violência? Se forem praticadas políticas educativas e sociais para os mais carentes, então será possível um outro mundo com vida. Várias pessoas relataram fatos de injustiças, descaso com os pobres na saúde pública e outros serviços na sociedade, ou seja, a inexistência de políticas públicas.

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

O nosso terceiro momento do 5º Encontrão Paroquial de CEBs foi com o agente de pastoral e professor universitário, Frederico Antônio Mineiro. Ele nos mostrou que a ecologia, a economia e a ética têm de estar ligadas com a vida. O importante é a vida do povo. Este tem de ser sujeito da sua história! Não ser tratado como coisa, como número. A grande tentação de reduzir tudo à produção capitalista, à mercadoria, ao lucro, ao consumismo. As consequências já são sabidas: contaminação da água e do solo, causando diversas doenças, destruição... Nosso compromisso na sociedade tem de ser com a vida, com a natureza. Lutar por uma economia solidária, uma ecologia respeitada, uma ética de resgate dos valores: a serviço da vida do povo. Algumas pessoas apresentaram a luta das comunidades rurais para a preservação do meio ambiente, dos rios e das suas plantações sem agrotóxicos.

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

VISITA DO NOSSO ARCEBISPO METROPOLITANO DOM JOSÉ ALBERTO MOURA

E para terminar e nos animar mais ainda, tivemos a visita do nosso arcebispo dom José Alberto, que nos incentivou na participação dos encontros de CEBs; nos falou da importância da família, que é a base das comunidades; nos animou na luta do povo contra a escolha, infeliz, do lugar do aterro sanitário, prejudicando as famílias, o lençol freático e o meio ambiente. Numa democracia, as decisões não podem ser tomadas sem escutar o povo destinatário, principalmente, aqueles que vivem pelo bem comum de todos.

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

Crédito da Foto para o padre Itamar Carlos Gremon, sj

-
Padre Luiz Arnaldo Sefrin, sj

Padre Luiz Arnaldo Sefrin, sj

É Vigário da Paróquia Nossa Senhora de Montes Claros e Beato José de Anchieta

-

.

Nenhum comentário: