Loading...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Semana Teológica estuda Fé e Ciência na diocese de Barra do Piraí/volta Redonda



Termou sexta-feira, 16, a 5ª Semana Teológica do Instituto Diocesano de Teologia Monsenhor Barreto (IDT) da diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda (RJ). O encontro reuniu 300 pessoas no Centro Diocesano Cristão (CDFC), de Barra Mansa (RJ), que estudam o tema “Fé e Ciência: realidades opostas?”.

“Este é um momento importante e especial para os alunos e as comunidades eclesiais, porque o estudo da teologia e da ciência é necessário para o desenvolvimento do pensamento e da animação missionária”, disse o bispo emérito, dom João Maria Messi, agradecendo os presentes e convidando-os a animarem mais pessoas para a formação teológica.

“Por Cristo, com Cristo e em Cristo – a Cristologia cósmica de Cl 1, 16 – a busca pela unidade entre ciência e religião”, é o tema de discussão desta quinta-feira, 15, com os alunos do curso de Cristologia do IDT. Amanhã acontece a conferência: “A pastoral em novas perspectivas – a contribuição da Física Quântica”, com os professores Elaine Martins e padre Flávio Alves. Ontem, 13, a discussão abortou o tema “Bíblia e Evolução: o desafio da leitura fundamentalista”, com o teólogo e professor Francisco Orofino.

Em suas colocações, o bispo diocesano, dom Francisco Biasin se referiu às crianças afirmando que seus questionamentos procuram esclarecer dúvidas científicas. Ele também comentou as perguntas feitas por Maria antes de assumir sua missão e Tomé que teve dúvida ao ver o Cristo ressuscitado.

“Os verdadeiros cientistas são as crianças, porque elas fazem perguntas o tempo todo, e indagações inteligentes. Maria, a mãe do Senhor perguntou antes de dizer sim, sua adesão não foi cega. Tomé cheio de dúvidas foi esclarecido por Jesus, que satisfez sua curiosidade após tocar Nele Ressuscitado. Não acreditamos em estórias e fábulas na vida cotidiana, porque a vida é preciosa”, disse dom Francisco.

A teóloga, professora e doutora em teologia, Eva Aparecida Rezende de Moraes, conferenciou sobre a mudança de paradigmas trazida pela Física Quântica. Comentou que a partir de 1920, as descobertas científicas e avanços no estudo das galáxias possibilitaram espaços dialogais entre fé e ciência. “O que é a vida? Não sabemos ainda. É um mistério que a ciência e a teologia explicam de maneiras diferenciais, através da filosofia. Nosso teólogo referencial é Thomas de Aquino”, destacou comentando sobre as galáxias, o universo, a gravidade, o sol e a complementação dos seres vivos no planeta Terra. “O pensamento científico parte do pressuposto de que tudo veio do nada e o conceito de evolução é a capacidade maior de duração do ser vivo”, explicou, lembrando que Deus é a nossa mística, nossa razão de ser.

Nenhum comentário: