Loading...

sábado, 18 de dezembro de 2010

Iraque: Cristãos perseguidos refugiam-se na Turquia

Dez/2010

Só nos últimos dias, centenas de famílias católicas caldeias partiram do Iraque rumo à Turquia, fugindo à onda de violência que tem atingido as comunidades cristãs.

A revelação é feita pela agência AINA, que conseguiu apurar junto de uma organização caritativa cristã de Istambul, a “Associação Caldeia-Assíria” ou Kader, que o número de refugiados cristãos em território turco já ascende a mais de 3 mil e oitocentas pessoas.

A esperança destas famílias é que a Turquia sirva de passagem segura para depois poderem atingir outros pontos da Europa, indo ao encontro de países onde existam comunidades que partilhem da mesma fé e onde não sejam vítimas de perseguição religiosa.

Recorde-se que o ataque mais negro à minoria cristã do Iraque ocorreu dia 31 de Outubro, quando um violento assalto a uma igreja em Bagdade causou a morte a 68 pessoas.

O último episódio foi conhecido dia 5 de Dezembro, quando agentes da polícia iraquiana reportaram a morte de um casal de idosos cristãos, às mãos de um grupo de homens armados.

“Os cristãos estão a ser alvo de uma grande injustiça”, aponta D. François Yakan, líder da Igreja Caldeia-Assíria na Turquia. O vigário patriarcal tem conhecimento de que, para além da Turquia, “os cristãos também têm procurado refúgio na Síria, Jordânia e Líbano”.
O número de cristãos no Iraque, que antes da invasão americana para derrubar Saddam Hussein, em 2003, era de 1,2 milhões de pessoas, “anda hoje à volta das 500 mil” revela D. Yakan.

Neste momento, a Igreja Caldeia-Assíria está a servir de intermediária entre os cristãos iraquianos e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, ajudando-os a ultrapassar os processos jurídicos e administrativos necessários para seguirem para outros países.

Eclesia

Nenhum comentário: