Loading...

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

CESEP - COMPROMISSOS DO XXI CURSO DE VERÂO


COMPROMISSOS DO CURSO DE VERÃO 2008

JUVENTUDE: CAMINHOS PARA OUTRO MUNDO POSSÍVEL

Damos graças a Deus e a todas as pessoas, famílias, comunidades e instituições que se somaram ao CESEP (Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular) para preparar e realizar este grande mutirão de formação popular e ecumênica, o XXI CURSO DE VERAO. Das 685 pessoas procedentes de todas as regiões do Brasil e de 23 outros países da América Latina e do Caribe, da Africa, Europa e Ásia, 562 eram participantes e 123 monitores e integrantes das diversas equipes de serviço, pertencentes a diferentes Igrejas Cristãs, religiões e filosofias de vida.
O tema desenvolvido JUVENTUDE: CAMINHOS PARA OUTRO MUNDO POSSÍVEL atraiu, de modo especial, pessoas jovens que ultrapassaram 60% dos participantes. Foi realizada durante o Curso, Conferência Livre da Juventude, tendo em vista as Conferências Municipais, Estaduais e Nacional da Juventude.
Tomou-se consciência da situação dos jovens no campo da família, educação, trabalho, cultura, lazer e dos movimentos e pastorais da juventude. Em que pesem avanços no acesso à educação formal, continua sendo um desafio oferecer escola pública de qualidade para todos e formação profissional já no ensino médio. Outros desafios são criar oportunidades de trabalho, viabilizando o primeiro emprego; implementar políticas públicas de cultura, esporte e lazer, superando desigualdades e discriminações de classe, etnia, cor e raça.
Debruçamo-nos também sobre o tema da CF-2008, mapeando as principais ameaças à vida dos jovens e as iniciativas para superá-las, enquanto pessoas e grupo social.
Depois de dias intensos de partilha e estudo do tema, de reflexão e escuta da Palavra de Deus, do ponto de vista de seu apelo e de nossa vocação, para sermos responsáveis uns pelos outros e por toda a criação, assumimos os seguintes compromissos:
1. Promover em nossas comunidades e escolas, Conferências Livres da Juventude, incentivando os jovens de nossas cidades e do campo a participarem das Conferências Municipais, Estaduais, preparando e Nacional da Juventude;
2. Multiplicar o saber adquirido neste curso a respeito das políticas públicas para ajuventude;
3. Incentivar a participação dos jovens na luta pela criação de políticas públicas para a juventude, exigindo a criação dos Conselhos Municipais da Juventude responsáveis por elaborar projetos, garantir sua inclusão no orçamento municipal e fiscalizar sua execução;
4. Reivindicar do Poder Público, no campo da educação, programas de capacitação profissional; a inclusão, nos cursos de licenciatura, da disciplina de Didática específica para o trabalho com jovens e a discussão de um projeto de Universidade Pública democrática e inclusiva;
5, Trabalhar a conscientização da juventude e dos adultos na comunidade, com encontros de formação e reflexão; criar grupos de jovens e a pastoral da juventude nos setores populares, numa perspectiva aberta ao diálogo inter-religioso e ecumênico e comprometida com a transformação da sociedade;
6. Prosseguir na luta contra o racismo e demais preconceitos, esforçando-nos por construir uma nova sociedade permeada pela justiça e o amor; -
7. Comprometer a juventude na luta contra a redução da maioridade penal;
8. Tornar presente a Palavra de Deus em nossas vidas e comunidades, para responder aos constantes apelos vindos de nossa realidade, colocando-nos à sua escuta, aprendendo a dialogar para melhor agir e transformar o mundo;
9. Ser comunidade, acolher o outro e redescobrir nossa vocação humana e cristã;
10. Tornar-nos, como juventude, “profecia, ambulante”, para comunicar a esperança, denunciar as injustiças e buscar caminhos para outro mundo possível: “A reconstrução da imagem de Deus pode ajudar na reconstrução da convivência humana”.
São Paulo, 16 de janeiro de 2008.

Nenhum comentário: