Loading...

segunda-feira, 14 de maio de 2012

6º INTERECLESIAL DAS CEBs DO PARANÁ no comentário de Pe. Vileci




Imagem inline 6

O 6º intereclesial das CEBs do Paraná, acontecido em Jacarezinho nos dias 28, 29 e 30 de abril, contou com a presença de mais de 600 pessoas sob a coordenação de Pe. Agostinho, Lorena, Pe Oswaldo e outros. Lá estiveram presentes alguns bispos e a presença integral de Dom Getúlio Teixeira Guimarães, bispo referencial das CEBs e presidente nacional da CPT. Todo o encontro teve como enfoque os 50 anos do Concílio Vaticano II, sendo que em quatro mine-plenária se discutiu Medellin, Puebla, Santo Domingo e Aparecida. A temática do encontro foi "Justiça e profecia a serviço do Reino" e o lema "CEBs romeiras do Reino no campo e na cidade". Na parte do ver, destacou-se o caminhar das CEBs nos trilhos da religiosidade popular e a opção preferencial pelos pobres no contexto atual. A parte do julgar teve-se um olhar pastoral para as comunidades a partir da Doutrina Social da Igreja e o texto de 1Cor 14, 1-25 em que São Paulo recomenda vivamente a proficia para a comunidade. Quanto ao agir ficou como desafio para ser trabalhado como urgênca das CEBs do Paraná: ser uma Igreja missionária que saiba escutar os clamores dos pobres a partir de uma prática profética; organizar-se em rede de comunidades nas paróquias e dioceses procurando dar uma atenção especial para a formação baseada em uma educação popular; e enfrentamento ao agronegócio na defeza de um desenvolvimento sustentável onde a agricultura familiar e orgânica seja uma expressão que faça a diferença e garanta a soberania alimentar no Estado. As famílias de Jacarezinho acolheram os delegados do encontro e na noite do domingo houve celebração nas paróquias e uma confraternização. O encontro encerrou-se com a mensagem de que somos todos romeiros e romeiras na estrada da vida e Jesus convida convida todas as CEBs a viver a espiritualidade do peregrino em meio aos desafios da vida, fazendo da romaria uma missão. Pe. Vileci Basílio Vidal da Diocese de Crato, no Ceará foi o assessor geral do 6º Intereclesial, sendo que Lenir, Pe. Jaime, Renato, Pe. Agostinho, João Santiago, Pe. Sidnei, Frei Ildo e Mara contribuíram na assessoria nas mine-plenárias. Dom Getúlio presidiu a missa de encerramento concelebrada por um número significativo de padres e diáconos permanentes. A juventude foi uma expressão viva no 6º intereclesial e lá reivindicava seu espaço junto as CEBs. Deus seja louvado por tudo isso!
Pe. Vileci Basílio Vidal

Nenhum comentário: