Loading...

domingo, 22 de abril de 2012

CEBs Recife: Missa em Ponte dos Carvalhos lembra 25 anos do falecimento do Padre Geraldo


Jorge Lemos – Fiéis católicos e líderes religiosos , encontro em 19 de abril, na Paróquia de Nossa Senhora do Bom Conselho, em Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, às 16h. Eles participam de missa dos 25 anos de falecimento do padre Geraldo Leite Bastos, considerado o pioneiro da “igreja dos pobres”, segundo o ex-padre Reginaldo Veloso, um dos organizadores da homenagem.
“Padre Geraldo foi também o pioneiro das comunidades eclesiais de base e da liturgia inculturada, que é o modo de celebrar com as raízes culturais do povo, utilizando a sua música, os seus gestos e a sua poesia”, ressalta Veloso, lembrando que o religioso assim procedia em sua ação pastoral antes mesmo do Concílio Vaticano II, em 1962.
Declaradamente um dos seus seguidores, o ex-pároco da Igreja de Nossa Senhora da Conceição (Morro da Conceição) diz que o padre Geraldo foi inspirador da experiência da “igreja dos pobres” para muitos padres e religiosos durante o tempo de Dom Helder Camara, ex-arcebispo de Olinda e Recife, falecido em agosto de 1999.
O padre Geraldo Leite Bastos chegou a Ponte dos Carvalhos logo após ser ordenado, já no começo de 1962, tornando-se o primeiro pároco da localidade. À época, a Igreja Matriz funcionava em local improvisado, na mesma área onde poucos anos depois ele construiu a atual sede, com a ajuda dos fiéis.
No distrito, então um povoado habitado principalmente por pescadores, pequenos agricultores e operários, padre Geraldo estimulou a organização popular e a luta por melhores condições de vida. Sob sua liderança, fiéis construíram moradias em regime de mutirão que até hoje são habitadas, nas vilas Esperança e Nação do Divino.
A sua opção pelos pobres e oprimidos que expressava também através da música, poesia, do teatro e da pintura o fez estimular a encenação da Paixão de Cristo a partir de texto crítico no qual Jesus, na descida da cruz, explica as suas chagas como sendo resultado do seu compromisso com as lutas do povo. “Tudo isso inspirado no evangelho”, atesta Veloso.
Em 1975, foi nomeado pároco da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, no Morro da Conceição, mas manteve o trabalho em Ponte dos Carvalhos. Três anos depois foi a vez de a comunidade católica do município de Escada conhecer e vivenciar sua ação pastoral.
Sua ação foi também significativa no intercâmbio internacional entre Igrejas, como nas Dioceses de Freiburg (Alemanha) e Nápoles (Itália), bem como da Comunidade de Taizé (França). Como pároco da cidade de Escada escreveu e idealizou a encenação da Via Sacra pública.
O padre Geraldo foi autor de várias canções hinos baseadas em Salmos. Natural do município de Moreno, onde nasceu no dia 12 de dezembro de 1934, faleceu no dia 19 de abril de 1987, em um Domingo da Ressurreição de Cristo.
Escada – Logo após a missa em Ponte dos Carvalhos, muitos dos religiosos e fiéis seguem para Escada, onde a data especial também será comemorada com a celebração de uma missa na igreja matriz, programada para as 19h30.
História – Pe. Geraldo nasceu em 1934, na cidade de Moreno-PE, e foi ordenado sacerdote na Arquidiocese de Olinda e Recife em 1961.Foi pároco fundador da Paróquia Nossa senhora do Bom Conselho, em Ponte dos Carvalhos, Cabo de Santo Agostinho, pároco do Morro da Conceição e de Escada.
Compôs várias melodias e versões pra muitos salmos, além de criar vários outros cantos para os diversos momentos litúrgicos. Investiu também no teatro religioso, em alfaias, vitrais, imagens, transportando para a Igreja o que o povo tem de mais precioso: sua cultura.Todo o repertório musical do padre Geraldo pode ser considerado um referencial indispensável para aqueles que se propõem a servir ao povo de Deus. Além disso, tinha o dom de envolver o máximo de pessoas nas atividades paroquiais e na preparação das celebrações litúrgicas como a Semana Santa e Páscoa.
Padre Geraldo faleceu em 19/04/1987, num Domingo de Páscoa.

Nenhum comentário: