Loading...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

UM CACHORRO ABANDONADO



Um cachorro abandonado, é a maior tristeza.
Revela o Dono desalmado, o mundo perde a beleza.
Mostra o homem cruel, sem pudor na descortesia.
Um aviltante papel, ” O Cão Jamais o Faria”.

Um cachorro abandonado, é a maior decepção.
Revela o Dono despreparado, sem amor e educação
Perdeu a vergonha da cara, é uma podre alegoria.
Isso não é coisa rara, ” O Cão Jamais o Faria”.

Um cachorro abandonado, mostra a maior tirania.
Revela o Dono indelicado, homem sem sabedoria.
É o homem perdido, de tão trágica biografia.
Inconseqüente e desmedido, ” O Cão Jamais o Faria”.

Um cachorro abandonado, é a maior maldade.
Revela o Dono em pecado, e em crime de crueldade.
É uma infeliz maldição, essa tão infame judiaria.
É o homem em degeneração, ” O Cão Jamais o Faria”.

Um cachorro abandonado, é um grande atraso de vida.
O dono é um pobre coitado, que abre horrível ferida.
Uma tortura monstruosa, dos tempos da escravaria.
Uma ação tão criminosa, ” O Cão Jamais a Faria”.

Um cachorro abandonado, é pra toda gente chorar.
Um Dono desmoralizado, é o injusto a se manifestar.
Repugnante imoralidade, tão degradante covardia.
Falta total de civilidade, ” O Cão Jamais o Faria”.

Um cachorro abandonado, é retroceder na História.
Um dono desorientado, na mais infame trajetória.
É um coração sem Jesus, o Dono não tem cidadania.
Falta-lhe consciência e luz, ” O Cão Jamais o Faria”.

Um cachorro abandonado, é mostra de desumanidade.
Revela o Dono endiabrado, sem respeito a comunidade.
Ele não tem coração, e tira dos outros qualquer alegria.
Comportamento de maldição, ” O Cão Jamais o Faria”.

Fonte: A Arca de São Francisco

Nenhum comentário: