Loading...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Comitê Populares da Copa de todo o Brasil se reúnem no RS



Entre os dias 21 e 24 de Janeiro, representantes dos comitês populares das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 estarão reunidos em Porto Alegre e região metropolitana. Eles participam do encontro da Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa de 2014. A Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa das 12 cidades-sede é composta por comunidades atingidas pelas obras da Copa e Olimpíadas, movimentos sociais e populares, entidades, organizações e militantes que defendem uma Copa inclusiva, democrática e sem violações de direitos humanos.

No sábado (21/1), a partir das 9h, atingidos pelas obras da Copa em Porto Alegre, movimentos sociais e sindicatos recepcionam os integrantes da Articulação Nacional no Aeroporto Salgado Filho com um ato público contra a precarização do trabalho nos aeroportos e contra as remoções. Durante o sábado e o domingo (dias 21 e 22/1), representantes de comunidades atingidas, de entidades e ONGs ligadas aos direitos humanos e de movimentos sociais fazem um balanço sobre as mobilizações organizadas pelos comitês em 2011. Também irão propor pautas de reivindicações e atividades para 2012. Neste ano, as prioridades dos comitês devem ser os temas das remoções e despejos forçados de comunidades devido às obras da Copa, a precariedade do trabalho dos funcionários da construção civil nos estádios de futebol e demais obras, a fiscalização do investimento do dinheiro público e a Lei Geral da Copa, que agride direitos já garantidos pela legislação aos brasileiros em benefício da FIFA e dos patrocinadores do campeonato.

Na segunda-feira (23/1), a partir das 9h, os participantes dos comitês, junto com lideranças comunitárias e organizações de Porto Alegre, farão visitas às comunidades atingidas pelas obras da Copa na Capital. A atividade, chamada de Toxic Tour, abrange a antiga Vila Dique e o novo loteamento da Vila Dique e os bairros Humaitá (impactado pela construção da Arena do Grêmio), Cristal e Vila Cruzeiro (devido às remoções para a duplicação da Avenida Tronco), Morro Santa Teresa e as ocupações 20 de Novembro e Docas (que ficam ao lado do Estádio Beira-Rio e serão removidas). Também serão visitadas comunidades do Extremo Sul, antiga região rural de Porto Alegre, que vem recebendo inúmeros condomínios de luxo e populares sem investimento dos governos em infraestrutura de transporte, saúde e educação na região. Também não há um planejamento municipal para manter os pequenos agricultores na região.

Na terça-feira (24/1), às 10h30min, acontece uma coletiva de imprensa, em que os participantes dos comitês populares fazem um balanço do encontro da articulação nacional e comentam sobre a situação das cidades-sede brasileiras. A entrevista será no Assentamento Urbano Utopia e Luta, no viaduto da Borges de Medeiros.

Dossiê dos comitês populares da Copa aponta impactos do evento

Em dezembro, os Comitês Populares da Copa entregaram aos governos estaduais e municipais das cidades-sede e ao governo federal o Dossiê da Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa - Megaeventos e Violações de Direitos Humanos no Brasil. O documento reúne casos de impactos e violações de direitos humanos nas obras e transformações urbanas empreendidas para a Copa do Mundo e as Olimpíadas no Brasil.

Os principais temas abordados pelo dossiê foram as questões de moradia, trabalho, meio ambiente, mobilidade nas cidades, segurança pública, acesso a serviços e bens públicos, privatização do futebol e a falta de acesso a informações sobre os eventos e de participação da população nas decisões dos governos.


Katia Marko e Raquel Casiraghi - Comitê Popular Copa POA 2014

Nenhum comentário: