Loading...

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Páscoa de Manelão, Manuel Martins de Almeida, artista das CEBs


NOTA DE FALECIMENTO

Vítima de infarto faleceu no início da tarde de hoje, 10 de dezembro, Manuel Martins de Almeida, o Manelão, em Conceição do Araguaia no Pará, em sua pequena chácara às margens do Rio Araguaia, tratada por ele como “Santuário Ecológico”. Casado com Marlene tinha um filho e duas filhas e sete 07 netos.

Manelão, ao contrário do que o nome sugere não é uma pessoa alta. Por opção desde a juventude andou descalço e carregava consigo a bíblia, o violão e o cajado.

Manelão das Comunidades Eclesiais de Base, poeta, compositor e cantador das belezas da natureza e da religião popular. Manelão sempre foi apaixonado pelo Povo do Araguaia e pelo Rio Araguaia. Na busca de fidelidade ao Deus dos Pobres inspirava-se em Jesus Cristo e São Francisco de Assis. É o símbolo encarnado da simplicidade. Ele tinha um profundo amor pela Família Dominicana e se sentia leigo dominicano.

Manelão participou, no último final de semana, em Xinguara do Encontro de lavradores das áreas de conflitos da região Sul do Pará, contribuindo muito – de acordo com Aninha – com a espiritualidade da caminhada. Nesse mesmo Encontro ao receber a Agenda Latina Americana de presente, beijou-a e disse: “eu estava precisando desse Encontro e dessa Agenda para reforçar a minha opção”.

Lá do céu, Manelão continua cantando: “É madrugada, levanta povo / a luz do dia vai nascer de novo / Rompe as cadeias, abre o coração / Vamos dar as mãos / já é Reino do Povo.

Goiânia, 10 de dezembro de 2011

Secretariado Dominicano de Justiça e Paz do Brasil.

Nenhum comentário: