Loading...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

35º Encontro de CEBs - São Leopoldo - RS

35º Encontro de CEBs
Tema “Justiça e profecia a serviço da vida”,
Dias 8 e 9 de outubro
São Leopoldo - RS


Com o tema “Justiça e profecia a serviço da vida”, o Colégio Gustavo Schreiber de São Leopoldo (Avenida Dom João Becker, 155, Centro) será sede do 35º Encontro das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). O evento que inicia no sábado, 8, e termina às 15h de domingo (9), com a celebração da Missa de Bênção e Envio, presidida pelo bispo Dom Zeno Hastenteufel. São esperadas as 47 paróquias da diocese para analisar e debater as questões sobre a inquietude que tomou conta de homens e mulheres ao longo da história, e à luz das Sagradas Escrituras, analisar a dimensão da “justiça e profecia a serviço da vida”. Também será destacada a postura profética das CEBs, a fim de que reassuma esse papel para o surgimento de novas lideranças.

Os dois dias de formação vão trabalhar na perspectiva do ver, iluminar e agir iluminados pelo lema “CEBs, romeiras do Reino no campo e na cidade”. O pároco da Igreja Matriz Conceição, padre Flávio Corrêa de Lima, e o coordenador diocesano das CEBs , padre Ramiro Mincato, farão a acolhida e apresentação das delegações. Ainda na manhã de sábado, o tema do encontro será colocado em pauta, através da memória da caminhada das comunidades eclesiais de base na diocese, com palestra de Milton Viário. A tarde do dia 8 reserva espaço para discussões acerca da “Justiça e Profecia na Bíblia, justiça e profecia a serviço da vida” e contará com assessoria de Emílio Zortea. Às 19h, programação cultural encerra as atividades.

O último dia do encontro tem início, às 8h, com celebração focada no tema e lema da Campanha da Fraternidade (CF): Fraternidade e a Vida no Planeta – A natureza geme em dores de parto. O assessor Telmo Adans abordará as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (DGAE) do Brasil, direcionando um olhar para “Igreja, comunidade de comunidades” - uma das cinco urgências apresentadas no documento.

Ainda na parte da manhã de domingo (9), grupos levantarão propostas para o agir em âmbito de paróquia, área e diocese em consonância com o tema central. Além disso, apresentarão sugestões para a 36ª edição e farão uma avaliação dos trabalhos. À tarde, em plenário, haverá a aprovação da Carta do 35º Encontro de CEBs.

Para padre Mincato, as comunidades eclesiais de base são escolas que têm ajudado a formar cristãos comprometidos com sua fé, discípulos e missionários do Senhor. Nesse sentido, elas abraçam a experiência das primeiras comunidades, como estão descritas em At 2,42-47. “São a célula inicial da estruturação eclesial, foco de fé e evangelização. Portanto, ignorar as CEBs no trabalho de evangelização é negar a própria identidade cristã”, considera. E acrescenta: “Estamos caminhando na formação de discípulos missionários no projeto da Missão Continental e as CEBs apontam para esta direção”.

Nenhum comentário: