Loading...

domingo, 31 de julho de 2011

É a hora das comunidades de base e dos leigos!!!

O arcebispo de Santiago, Ricardo Ezzatti, declarou àADITAL que para a Igreja Latinoamericana a grande esperança são as comunidades de base e sublinhou estar convencido de que hoje é a hora dos leigos.

"A igreja da América Latina é uma grande esperança desde as comunidades eclesiais de base. Desde as dioceses contemplamos o que a Igreja significa neste processo de construir o Reino de Deus, de colaborar com o espírito na construção do Reino de Deus”, asseverou após fechar, na última sexta-feira (15), as Jornadas Teológicas do Cone Sul e Brasil, ocorridas em Santiago do Chile.

O religioso sustentou também que "é a hora dos leigos. Estou muito convencido disso porque talvez dentro dos membros do povo de Deus, os que mais necessitam estar presentes na vida do mundo são justamente os leigos com identidade cristã”.

"O Espírito Santo lhe dá força, o batismo e a confirmação, mas naturalmente de parte da comunidade eclesial se requer uma atenção muito especial ao laicato, ao homem e à mulher, com uma formação adequada e reconhecendo o dom que tem recebido do espírito para construir a única Igreja de Cristo”, afirmou.

Para o arcebispo Ezzatti, o Concílio Vaticano II iniciou um caminho de maior consciência do que significa, em primeiro lugar, a palavra de Deus, o que significa ser povo de Deus em comunhão de vocações e ministérios, o que significa a presença da Igreja no mundo e do evangelho que transforma o mundo.

O arcebispo destacou também o que significa uma oração realmente vivida desde esta consciência de ser dom de Deus.

"Creio que ao largo destes 50 anos, por meio de várias iniciativas, a iniciativa do CELAM, que é uma grande benção de Deus e, sobretudo, por meio da experiência das comunidades, se tem buscado fazer um caminho que faça presente no contexto da América Latina a mensagem salvadora que Jesus Cristo nos trouxe”, sublinhou.

Ezzatti destacou, ainda, o aporte de Aparecida que, a seu ver, abriu uma nova perspectiva.

"Aparecida insiste em uma ideia que é do Concílio Vaticano II: que todos somos discípulos e missionários, que tem um componente comum a todo o povo de Deus”, finalizou.

Orlando Milesi, jornalista da Agência ANSA

Fonte: Adital

18.07.2011

Nenhum comentário: