Loading...

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O Egito é um oleoduto. E Suez um túmulo

Aqui naufragou o Império Britânico


Pelo Canal de Suez, que liga o Mar Vermelho ao Mediterrâneo, em 2009, passaram, por dia, 1 milhão e 800 mil barris de petróleo.

O oleoduto de Sumed corta o território do Egito e liga o Mar Vermelho ao Mediterrâneo.

Em 2009, por Sumed passaram 1 milhão 100 mil barris/dia de petróleo.

Ali ao lado estão a Líbia e a Argélia, que produzem mais petróleo que o Egito.

O Egito abastece Israel de petróleo e gás.

O Império Britânico acabou na Guerra de Suez, de 1956.

Um predecessor de Mubarak, o coronel Nasser, nacionalizou o Canal de Suez.

Israel, com o apoio da França e da Inglaterra, reagiu e declarou guerra ao Egito – e ganhou.

Mas, os Estados Unidos e a União Soviética decidiram que ficava tudo como antes.

O Canal, nacionalizado.

E a Inglaterra e a França, de bico calado.

O Império Britânico acabou ali.

Estados Unidos e União Soviética passaram a dividir o Oriente Médio.

E, agora, no Canal de Suez, o Império Americano corre o risco de naufragar, também.

Se insistir em Mubarak.


Paulo Henrique Amorim

Nenhum comentário: