Loading...

sábado, 29 de janeiro de 2011

Igreja, Comunidade de Comunidades - Experiências e Avanços



Apresentação: Na esteira de Aparecida, concretamente, no contexto deste tempo de recepção de suas conclusões, está a realização do Seminário – Igreja comunidade de comunidades, Experiências e avanços -, promovido pelo Instituto Nacional de Pastoral, da CNBB, de 27 a 30 de agosto de 2008, no Centro de Pastoral Santa Fé, São Paulo/SP. O imperativo de uma Igreja “comunidade de comunidades” é decorrência da convocação da Quinta Conferência em nos colocarmos todos “em estado permanente de missão”, no seio de comunidades eclesiais de tamanho humano, constituídas de discípulos missionários que tenham realizado um encontro pessoal com Jesus Cristo.

Quatro objetivos nortearam a busca dos resultados projetados para o seminário: a) Favorecer uma refl exão crítica a partir da experiência pastoral dos participantes, sobre o que signifi ca ser Igreja-comunidade, hoje, num mundo fragmentado e competitivo; b) Refl etir, teórica e praticamente, sobre os elementos da estrutura eclesial que impedem ou possibilitam ser Igreja-comunidade, em um contexto de profundas mudanças; c) Repensar, comunitariamente, a necessidade urgente de “conversão pastoral” e “renovação institucional”, para que, à luz do Documento de Aparecida, se dê novo impulso ao compromisso evangélico de ser Igreja-comunidade; d) Fortalecer, entre os participantes, a experiência de diálogo e comunicação que valorize as práticas, canais e instrumentos de organização das Igrejas Locais como espaços de realização da Igreja-comunidade.

A riqueza do Seminário, sem dúvida, esteve em seus integrantes. Participaram do evento 234 pessoas, dentre elas, 117 coordenadores diocesanos de pastoral, trazendo a vida das Igrejas Locais e, ao mesmo tempo, levando luzes para o exercício deste importante ministério na Igreja. Estiveram representadas 164 dioceses, de todas as regiões do país, o que permitiu ter um retrato da situação da Igreja no Brasil e reunir buscas múltiplas, seja no plano da refl exão, seja no campo de experiências inovadoras.



Apresentação:
Na esteira de Aparecida, concretamente, no contexto deste tempo de recepção de suas conclusões, está a realização do Seminário – Igreja comunidade de comunidades, Experiências e avanços -, promovido pelo Instituto Nacional de Pastoral, da CNBB, de 27 a 30 de agosto de 2008, no Centro de Pastoral Santa Fé, São Paulo/SP. O imperativo de uma Igreja “comunidade de comunidades” é decorrência da convocação da Quinta Conferência em nos colocarmos todos “em estado permanente de missão”, no seio de comunidades eclesiais de tamanho humano, constituídas de discípulos missionários que tenham realizado um encontro pessoal com Jesus Cristo.

Quatro objetivos nortearam a busca dos resultados projetados para o seminário: a) Favorecer uma refl exão crítica a partir da experiência pastoral dos participantes, sobre o que signifi ca ser Igreja-comunidade, hoje, num mundo fragmentado e competitivo; b) Refl etir, teórica e praticamente, sobre os elementos da estrutura eclesial que impedem ou possibilitam ser Igreja-comunidade, em um contexto de profundas mudanças; c) Repensar, comunitariamente, a necessidade urgente de “conversão pastoral” e “renovação institucional”, para que, à luz do Documento de Aparecida, se dê novo impulso ao compromisso evangélico de ser Igreja-comunidade; d) Fortalecer, entre os participantes, a experiência de diálogo e comunicação que valorize as práticas, canais e instrumentos de organização das Igrejas Locais como espaços de realização da Igreja-comunidade.

A riqueza do Seminário, sem dúvida, esteve em seus integrantes. Participaram do evento 234 pessoas, dentre elas, 117 coordenadores diocesanos de pastoral, trazendo a vida das Igrejas Locais e, ao mesmo tempo, levando luzes para o exercício deste importante ministério na Igreja. Estiveram representadas 164 dioceses, de todas as regiões do país, o que permitiu ter um retrato da situação da Igreja no Brasil e reunir buscas múltiplas, seja no plano da refl exão, seja no campo de experiências inovadoras.

Nenhum comentário: