Loading...

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Missionários xaverianos despedem-se de Manaus após anos de dedicação na promoção da pessoa humana

Após anos de dedicação na Área Missionária São Francisco, localizada na Zona Norte da cidade, os padres xaverianos Alberto Panichella, 55, e Arnaldo Devidi, 70, despedem-se de Manaus em janeiro de 2011.

Eles realizaram diversos projetos sociais - envolvendo crianças, adolescentes, jovens e idosos, como ainda o movimento de mulheres -, além do trabalho pastoral, promovendo a paz, a justiça e a solidariedade.

O vereador José Ricardo Wendling (PT) apresentou nesta segunda-feira, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), Moção de Parabenização aos missionários.

Dentre os trabalhos dos missionários, destacam-se a Organização Não Governamental (ONG) Movimento Comunitário pela Cidadania (Mococi), que desenvolve trabalhos na área social, como o Projeto Criança e Adolescente, que promove a valorização da aprendizagem e o respeito a cerca de 600 meninos e meninas; Projeto Periferia Ativa, que trabalha com jovens em situação de vulnerabilidade social e pessoal, por meio do hip-hop; e Projeto Recanto do Belo, um museu com biblioteca e salas de computação, localizada no bairro Amazonino Mendes (Mutirão), que disponibiliza gratuitamente à comunidade cursos de informática.

Já na área religiosa, os padres sempre atuaram promovendo a teologia da libertação, que tem como um de seus princípios as Comunidades Eclesiais de Base (Cebs), na qual incentiva a participação do leigo nos espaços de liderança da igreja. Como um dos exemplos desse trabalho está o Movimento Fé e Política, que incentiva a participação dos comunitários nos espaços de discussão social e política. Além disso, tem a Pastoral da Solidariedade, que desenvolve trabalho com famílias carentes da área, promovendo a formação na área de direitos humanos, como ainda realizando trabalhos beneficentes; a Pastoral Missionária, que realiza missões populares na Zona Norte da cidade; a Pastoral da Juventude do Meio Popular, que faz um trabalho social com jovens empobrecidos; e o Movimento Feminista Ajuri, que significa construir junto e que trabalha com jovens mulheres sobre seus direitos e deveres.

Outro destaque de atuação desses missionários da cidade é a Rádio Comunitária A Voz das Comunidades, localizada também no bairro Amazonino Mendes, fundada em 2001 e sendo a primeira do gênero legalizada no País. O grande diferencial desse veículo de comunicação alternativo é a produção de seus programas, feito pelos segmentos do público-alvo, como de criança para criança, de jovem para jovem ou indígena para indígena.

Quem são os missionários

Padre Alberto atua como pároco da Área Missionária São Francisco, nasceu no dia 12 de outubro de 1955, natural de Macerata, na Itália, estando no Brasil há mais de 25 anos, sendo sete deles dedicados aos trabalhos missionários na cidade de Manaus. Ele também assessor nacional da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP) e assessor regional das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs).

Já padre Arnaldo, é o vigário da Área São Francisco, nasceu no dia 27 de maio de 1940, sendo natural de Treviso, também na Itália. Chegou no Brasil há 23 anos, sendo quatro deles dedicados em Manaus. Participa do Conselho Missionário Diocesano (Comidi), é assessor das Cebs e da Infância Missionária, como ainda destaca-se com trabalhos poéticos, tendo, inclusive, publicado vários livros nesse segmento.

Após o término do tempo missionário na Arquidiocese de Manaus, os missionários retornam à Itália, onde ficam a disposição de suas congregações para futuros trabalhos religiosos no mundo.

Nenhum comentário: