Loading...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

CF 2011 - Fraternidade e a vida no planeta

Tema: Fraternidade e a vida no planeta
Lema: A criação geme em dores de parto (Rm 8,22)

O Objetivo da CF 2011 é contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e motivá-las a participar dos debates e ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta.



O cartaz possui dois planos. Ao fundo observa-se uma fábrica que solta fumaça, poluindo e degradando o ambiente, deixando o céu plúmbeo, intoxicado e acinzentado.

A figura do rio com a água escurecida e suja representa também a parte natural sendo devastada, influenciando no aparecimento das enchentes e no aumento do nível do mar, ações estas provocadas pelo ato errado do homem.

Em contraste a isso, vemos em primeiro plano uma mureta, onde em meio à devastação ainda existe vida. Nela, um pequeno broto e um cipreste (hera), com suas raízes incrustadas, criando um microecossistema, ainda insistem em viver mesmo diante de um cenário áspero. Sendo, portanto, referência ao lema: "A criação geme em dores de parto" (Rm 8,22).

Apesar de todo o sofrimento que a criação enfrenta ao longo dos tempos, de todos os seus 'gritos de dor' - a vida rompe barreiras e nos mostra que ainda existe esperança, representada pela borboleta, que mesmo com uma vida curta, cumpre o seu importante papel no ciclo natural do planeta.





Hino CF 2011
1. Olha, meu povo, este planeta terra:
Das criaturas todas, a mais linda!
Eu a plasmei com todo amor materno,
Pra ser um berço de aconchego e vida. (Gn 1)

Nossa mãe terra, Senhor,
Geme de dor noite e dia.
Será de parto essa dor?
Ou simplesmente agonia?!
Vai depender só de nós!
Vai depender só de nós!


2. A terra é mãe, é criatura viva;
Também respira, se alimenta e sofre.
É de respeito que ela mais precisa!
Sem teu cuidado ela agoniza e morre.


3. Vê, nesta terra, os teus irmãos. São tantos...
Que a fome mata e a miséria humilha.
Eu sonho ver um mundo mais humano,
Sem tanto lucro e muito mais partilha!

4. Olha as florestas: pulmão verde e forte!
Sente esse ar que te entreguei tão puro...
Agora, gases disseminam morte;
O aquecimento queima o teu futuro.

5. Contempla os rios que agonizam tristes.
Não te incomoda poluir assim?!
Vê: tanta espécie já não mais existe!
Por mais cuidado implora esse jardim!

6. A humanidade anseia nova terra. (2Pd 3,13)
De dores geme toda a criação. (Rm 8,22)
Transforma em Páscoa as dores dessa espera,
Quero essa terra em plena gestação!




ORAÇÃO DA CF 2011
Senhor Deus, nosso Pai e Criador.
A beleza do universo revela a vossa grandeza,
A sabedoria e o amor com que fizestes todas as coisas,
E o eterno amor que tender por todos nós.
Pecadores que somos, não respeitamos a vossa obra,
E o que era para ser garantia da vida está se tornando ameaça.

A beleza está sendo mudada em devastação,
E a morte mostra a sua presença no nosso planeta.
Que nesta quaresma nos convertamos
E vejamos que a criação geme em dores de parto,
Para que possa renascer segundo o vosso plano de amor,
Por meio da nossa mudança de mentalidade e de atitudes.

E, assim, como Maria, que meditava a vossa Palavra e a fazia vida,
Também nós, movidos pelos princípios do Evangelho,
Possamos celebrar na Páscoa do vosso Filho, nosso Senhor,
O ressurgimento do vosso projeto para todo o mundo.
Amém.

***

Sendo assim o objetivo da CF 2011 é contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e motivá-las a participar dos debates e ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta.

O Texto Base da CF 2011 identifica nesta polêmica duas justificativas para o aquecimento global e as mudanças climáticas:
Um campo afirma que “o aquecimento global é oriundo de processos da própria natureza”
Outro, “que o planeta está apresentando aquecimento devido às grandes quantidades de emissões de gases de efeito estufa, que se intensificaram a partir do momento da industrialização”;
Contata-se que tanto o aquecimento global e as mudanças climáticas, que estão em processo acelerado, aceleram e intensificam ainda mais a destruição da vida no planeta: Derrubadas de florestas; Modificações nas águas marinhas e dos recursos hídricos; Excesso de gases poluentes na atmosfera; Adensamento e verticalização dos centros urbanos; Eliminação de espécies da fauna e da flora; Entre outros ...
O Texto Base da CF 2011 ressalta que a gravidade destas mudanças “exigirão mais sacrifícios dos mais pobres e menos protegidos”. Já existem 50 milhões de “migrantes do clima” que se deslocam de um país para o outro em busca de melhores condições de vida: saúde, trabalho, educação, moradia e alimentação.
Após um processo contínuo de formação sobre a temática, sua iluminação pela Palavra de Deus, é urgente e necessária ação pessoal, comunitária e da sociedade como um todo para buscar alternativas que tornam possível a vida hoje e no futuro.
Na apresentação do Texto Base, Dom Dimas Lara Barbosa, secretário geral da CNBB, afirma: “No mundo em que vivemos, somos diariamente interpelados por tantos rostos sofredores, que clamam por nossa solidariedade. A Igreja samaritana não pode passar adiante, na presença de tantos irmãos e irmãs que dela esperam acolhida fraterna, ombro amigo, mãos generosas, que os ajude em sua caminhada para o Pai”.

O cartaz deverá ser adquirido junto a Editora da CNBB ou junto às livrarias católicas para serem afixados em lugares de grande visibilidade e passagem de pessoas, por isso não economizem recursos e esforços. Coloquem os cartazes: Na Igreja matriz (paróquia) e nas comunidades eclesiais; Tenha sempre cartazes nos ambientes coletivos como salões, salas de reuniões e de catequese; Distribua, sempre que possível, para que os cristãos leigos de sua comunidade possam levá-los para seus locais de trabalho, de convivência familiar e social; Garanta que tenham cartazes nas escolas (sejam elas públicas, privadas e católicas); Favoreça sua divulgação juntos aos postos de saúde, delegacia, comércios e outros locais;
Elementos simbólicos do cartaz para motivar reflexões com as crianças, jovens e adultos.

Pano de fundo-fábrica que solta fumaça:

Porque se polui e degrada o meio ambiente desta forma? Quem ganha com isso?

Porque o céu escurecido, poluído e contaminado quando deveria ser azulado, refletir a luz e o calor do sol?

Figura do Rio:

A poluição produzida por fábricas e indústrias está contaminando nossas águas?
Quem perde o direito à vida com a contaminação das águas?
Em tempos de chuvas, porque as cidades estão sofrendo inundações?
Com o aquecimento global ocorre o derretimento das geleiras polares e por conseqüência o aumento do nível da água do mar;

Primeiro plano - mureta com favorece a vida:

Mesmo diante de tantos sinais de morte a vida ressurgiu: como isso é possível?
Podemos colaborar com a vida da flora e da fauna, em especial dos mais vulneráveis?

A criação geme em dores de parto:

Mesmo diante de todo sofrimento a vida clama por nossa ajuda!

A vida rompe as barreiras e se faz sinal de esperança!


Para cada comunidade o cartaz poderá despertar novas reflexões:

Quais são os geradores de poluição em nossa comunidade?

Como sentimos o problema do aquecimento global e das mudanças climáticas?

Quais são as atividades que estão surgindo como sinal de esperança?



Nenhum comentário: